News

O escritório obtém o segundo galardão pela assessoria à fusão da Iberia com British Airways

Garrigues, escritório mais inovador da Europa Continental

10/05/2011

Garrigues recebeu no passado dia 6 de Outubro em Londres durante a entrega dos prémios anuais atribuídos pelo jornal Britânico às iniciativas pioneiras de escritórios europeus (FT Innovative Lawyers 2011 Awards), o reconhecimento pela sua inovação. Na classificação elaborada pelo Financial Times das cinquenta Sociedades mais inovadoras, a Garrigues posicionou-se em primeiro lugar da Europa Continental e como a sexta melhor incluindo também os escritórios do Reino Unido.  

Na modalidade de inovação em direito das sociedades (Legal Innovation in Corporate Law), o escritório também foi premiado, ex aequo com Slaughter & May, pela sua asessoria na fusão da Iberia e British Airways, de grande complexidade legal pela necessidade de coordenar e combinar dois sistemas jurídicos muito diferentes numa indústria altamente regulada. À frente da equipa responsável estiveram Fernando Vives e Álvaro López-Jorrín.

Os galardões atribuídos à Garrigues na entrega dos prémios foram recebidos pelos profissionais do escritório londrino, representado, entre outros, por Ignacio Corbera, sócio diretor de Londres.

Dentro da Sociedade, foi reconhecido este prémio como um grande êxito de toda a equipa. «Sempre nos caracterizámos por ser um escritorio pioneiro. Acreditamos firmemente que a inovação é um valor fundamental no exercício da advocacia e no objetivo de oferecer o melhor serviço ao cliente, especialmente, em momentos complicados como os que vivemos agora. Sentimo-nos muito orgulhosos de ter alcançado este reconhecimento internacional», afirmou o sócio diretor da Garrigues Fernando Vives.

Seis candidaturas finalistas
Além dos prémios e do sexto lugar como firma mais inovadora de toda Europa, o Financial Times avaliou também outros três projetos da Garrigues que foram finalistas nas suas respetivas categorias.

Na categoria de direito financeiro (Legal Innovation in Finance Law), o jornal britânico incluiu a assessoria prestada pelo Departamento de Reestruturações e Insolvências ao operador logístico Bestin. A equipa da Garrigues, coordenada por Antonio Fernández y Adrián Thery, concebeu e apresentou um novíssimo argumento legal para conseguir que um tribunal mercantil espanhol acelera-se a aprovação do acordo entre o grupo e os seus credores, um êxito que nunca antes se tinha sido alcançado na justiça espanhola. Este êxito permitiu minimizar os danos causados a Bestin ao evitar um alargamento desnecessário do processo de concurso de credores.

Os outros dois projetos selecionados como finalistas foram nas categorias de expansão internacional (Innovation in International Expansion) e em escritório eficiente (Innovation in Law Firm Efficiency). Na primeira modalidade, a firma foi finalista pela sua capacidade para servir de ligação entre a China a América Latina graças ao trabalho do escritório de Xangai, à frente do qual se encontrava Francisco Soler, com mais de 25 profissionais, e graças também à aliança ibero-americana Affinitas, promovida pela Garrigues desde 2004.

O último projeto conhecido como ‘Darwin’, deu o nome a um portal desenvolvido pelo Departamento de Propriedade Industrial e Intelectual, dirigido por João Miranda de Sousa, para conseguir que os seus grandes clientes possam gerir de forma online e em tempo real toda a informação relativa ao registo da sua marca. Desta forma, mantêm um contacto permanente com os seus advogados e reduzem os custos em tempo e dinheiro.

Share

  • Share in LikendIn
  • Share in Facebook
Attached images:
  • Os galardões atribuídos à Garrigues foram recebidos por Ignacio Corbera, sócio director de Londres